quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Vou embora querendo alguém que me diga pra ficar.

Estou sempre de partida, malas feitas, portas trancadas, chave em punho.

No fundo eu quero dizer “Me impede de ir.

Fica parado na minha frente e fala que eu tenho lugar por aqui, que não preciso abandonar tudo cada vez que a solidão me derruba.

Me ajuda a levar a vida menos a sério, porque é só vida, afinal.” E acabo calada, porque não faz sentido dizer tudo isso sem ter pra quem.

Verônica H.

Nenhum comentário:

Postar um comentário